Beta Stories

Browsing Category:

Caligrafia

Caligrafia

CALIGRAFIA: CRIANDO TEXTURAS INCRÍVEIS

betacaligrafia_criandotexturas-1170x780

Desde que começaram a surgir os trabalhos de Caligrafia, percebi que um texto grande caligrafado ou apenas frases e palavras repetidas, continuamente, formavam uma textura linda, ao ponto de quase não se entender o que está escrito, como se as palavras fossem um desenho estampado, entretanto, após uma segunda observação, as palavras são reveladas, como aqueles escritos antigos.

Neste trabalho da foto, que eu desenvolvi há alguns meses atrás, a frase caligrafada é : The day is today, foi escrita sem pausa alguma, com tinta branca sob papel texturizado preto. Reparem:

(mais…)

Caligrafia

CALIGRAFIA PARA CONVITE

Post rapidinho para dividir com vocês um teste de Caligrafia, para convite de casamento, que eu fiz semana passada para uma cliente. O que tem me encantado nesses trabalhos, é a possibilidade de construir algo específico para a pessoa. Por mais que eu faça um milhão de letterings, nenhum nunca vai ser exatamente igual ao outro, e, durante o processo, a Caligrafia vai se desenvolvendo e se moldando de acordo com a textura do papel, a tinta, o clima (juro, influencia), o meu estado de espírito, até chegar num resultado que corresponda as expectativas da cliente. É muito emocionante ver o desenrolar desse processo.

Fiz esse mini editorial; espero que gostem:

caligrafiarobertamaia4

caligrafiarobertamaia2

caligrafiarobertamaia3

Deixem feedbacks pra eu saber o que vocês acharam!

Beijos!

Beta

PS.: Caligrafia para Padaria Artesanal.

Caligrafia

MEU PRIMEIRO TRABALHO DE CALIGRAFIA

Tenho ouvido muitas perguntas ultimamente sobre o meu trabalho com Caligrafia, e acredito, que para muitas pessoas, principalmente para quem é novo aqui no blog, isso possa ser uma surpresa mesmo.

Eu já contei em diversos posts como eu amo escrever, motivo pelo qual eu mantenho esse blog há tanto tempo, já contei também, que sou da era (pré-histórica – risos) pré computador, o que me fez exercitar a minha paixão pela escrita, principalmente a escrita a mão. Porém, mesmo com tanta afinidade com as palavras, papéis e canetas, eu também nunca havia me atinado para um trabalho voltado especificamente para a caligrafia.

Voltamos em 2008/09, quando estava no processo de abrir minha extinta empresa, a Amour. Durante anos eu havia maturado a idéia de ter uma empresa de moda, que naquela altura, já tinha nome, plano de negócio, tudo desenhado na minha cabeça. Só que, quando esse dia chegou, eu mudei tudo, o nome inclusive. Quando mostrei pro Renato o novo nome e pedi que ele fizesse a identidade, na mesma hora ele disse: “Escreve com a sua letra aqui pra eu ver, Beta.”

Ele digitalizou o que eu tinha escrito, inseriu a flor que ele havia desenhado, e pronto. A Amour estava criada, e o meu primeiro trabalho de caligrafia, feito.

Durante os anos que se seguiram, eu fiz diversas peças, Cartão de Natal, Identidade de Coleção, Placa externa da logomarca… E nada de atentar que eu estava construindo uma Carreira a parte.

betastories_primeiracaligrafia1

Foi no ano passado, não me lembro exatamente quando, que eu cismei de comprar um bloco de papel profissional, alguns pincéis, tintas, e comecei a escrever por toda parte, tudo orgânico e instintivo. Criei uma identidade para uma cliente, uns pôsters pra outra, algumas artes para mídias sociais e, de repente, eu era Calígrafa, também.

O que no final das contas, se resume no mais do mesmo, ou seja: Eu continuo escrevendo.

Alguma de vocês já descobriram um talento, ou uma profissão, assim, no susto? Me conta como foi?

PS.: Aqui tem post contando sobre as férias que eu tirei, do blog, pra fazer um Curso de Caligrafia.

(Imagens reais das peças da Amour, do meu acervo)

Caligrafia, Design

CALIGRAFIA E ILUSTRAÇÃO PARA CAFETERIA

Essa história é boa. Pra começar, o trabalho não era meu, era do Renato, que apenas havia me convidado para acompanhá-lo, pois era domingo, e ele iria passar o dia na Cafeteria fazendo uma Ilustração a giz. O que, de fato, aconteceu, foram mais de 5 horas de trabalho. Contudo, o que a gente não sabia, é que a Cafeteria estava lançando o seu cardápio de almoço, e o proprietário gostaria de inseri-lo na Arte.

“Beta, você faz a Caligrafia?”  – Sim, faço! E foi assim que o trabalho aconteceu e, mais uma vez, eu e Renato trabalhamos em dupla. (Se você é novo aqui no blog, e não sabe, eu e Renato já fomos sócios por quase 6 anos, tem post aqui contando um pouco dessa história)

betastories_caligrafiaeilustracao2

betastories_caligrafiaeilustracao3

Que cara fechada, Roberta! Verdade, me desculpem, mas eu juro que estava bem feliz e me divertindo deveras! O cabelo, como vocês podem ver, era outro: maior, mais escuro e mais embolado. (Ainda bem que cortei! – risos)

betastories_caligrafiaeilustracao4

E o resultado final:

betastories_caligrafiaeilustracao6

Fui completamente pega de surpresa, nunca tinha trabalhado com giz, não tive tempo de pensar nem planejar uma caligrafia especial, mas no final, gostei do resultado. Essa francesa blasé que o Rê ilustrou, ganhou meu coração!

O que vocês acharam? Pra quem é de Belo Horizonte e quiser ver ao vivo, é na Cafeteria Dagostim, ao lado do Diamond Mall.

 

Caligrafia, Lifestyle

CALIGRAFIA PARA PADARIA ARTESANAL

Um dia desses, Renato chegou aqui em casa e disse: Beta, conheci uma Padaria Artesanal no Mercado Central que é a sua cara, acredito que você vai amar o lugar.

Alguns dias depois, combinamos de ir no Mercado conhecer a tal Padaria, e ele não poderia estar mais certo, é realmente o tipo de lugar que eu gosto, acolhedor, cheiro de pão e bolo fresquinhos, e detalhes simpáticos em cada canto.

Conversando com a Raquel, proprietária do lugar, ela me disse que a inspiração veio das Padarias Francesas , que o foco é realmente no artesanal, nesse cuidado com os detalhes e na elaboração de cada produto. Conversa vai e conversa vem, alguns dias depois, lá estava eu de novo, fazendo a comunicação caligrafada dos produtos.

betastories_caligrafiadupain2

Esse bolo de milho com coco veio pra casa comigo, acompanhado de uma goiabada cremosa. Não sei descrever a delícia desse negócio, minha boca enche d`água só de pensar…

betastories_caligrafiadupain4

Os pães e bolos ficam dispostos nessa vitrine.

betastories_caligrafiadupain6

betastories_caligrafiadupain12

betastories_dupain18

Terminando as últimas plaquinhas que iriam dar vida e personalidade aos produtos.

betastories_caligrafiadupain1

betastories_caligrafiadupain9

betastories_caligrafiadupain3

betastories_dupain17

Ignorem a carinha de cansada, a marca do óculos no nariz, tudo em prol da Caligrafia; e do bolo de milho!

betastories_caligrafiadupain8

betastories_caligrafiadupain5

betastories_caligrafiadupain14

Espero que tenham gostado!

 

Deixem comentários se vocês curtiram a Caligrafia (vou ficar feliz de ouvir a opinião de vocês) e a Padaria Artesanal Du Pain.

 

PS.: Aqui tem trechos caligrafados do último livro que eu li.

Caligrafia, Design

QUE NINGUÉM NOS OUÇA

Que ninguém nos ouça é o título do último livro da jornalista Leila Ferreira e da escritora Cris Guerra, que eu tive o prazer de tomar conhecimento depois do convite de uma amiga para acompanhá-la ao lançamento. Ao longo das 4 horas de fila para o autógrafo, minhas expectativas só aumentavam para ver o que o livro tinha a dizer.

Foi uma leitura gostosa e rápida pelos inúmeros e-mails trocados entre as escritoras/amigas, formato inusitado esse, que deu o tom de informalidade e casualidade do livro, porém, sem deixar o sentimento de lado, que aliás, tem em abundância por ali.. Por muitas vezes, essas mulheres deixam vir a tona, sem vergonha e sem pudor, assuntos que talvez não diríamos em uma roda com várias pessoas. Elas falam, choram, riem, divagam, e contam histórias sobre a vida, morte, amor, solidão, filhos, com humor e melancolia. É fácil se identificar e reconhecer temas tão cotidianos.

Caligrafei alguns trechos que eu gostei muito, para dividir com vocês:

betastories_caligrafia2

 

betastories_caligrafia3

 

betastories_caligrafia4

 

Quem gosta da beleza da vida real, vai se confortar com a leitura.

 

PS.: Amar com medo é rezar sem fé

Caligrafia, Design

ESTAMOS DE FÉRIAS, VOLTAREMOS EM BREVE!

Esse ano o blog completa 5 anos, é até difícil acreditar, parece que foi ontem que escrevi o primeiro post! Desde então, foram poucas as vezes que precisei me ausentar durante todos esses anos, essa é uma delas. O motivo dessas “férias” nas postagens é porque iniciei um curso de Caligrafia (que eu deveria ter feito há anos atrás…) que está me tomando todo o tempo e, também, porque eu vou aproveitar esse período para fazer umas melhorias no blog.

(mais…)