Histórias

PRECISO DE UMA CONVERSA COM O MEU CLIENTE

clientes_betastories

Bom, segundo post do blog e já temos aqui um impasse. Um tema que me leva a pensar, refletir, leva o meu senso de justiça ao limite, me deixa confusa, enfim, quase maluca é a relação cliente/empresa. Gente, como isso é tenso… E não importa qual é o seu ramo de atuação, você sempre terá clientes.

Mas então, eles sempre têm razão? A pergunta que eu nunca consegui responder…

Eu, sinceramente, não sei, na maioria das vezes estou do lado de dentro do balcão, mas muitas vezes estou consumindo e, por viver os dois mundos, estou sempre refletindo.
Nossa empresa ainda é um bebê e tenho nítidas sensações que os nossos clientes (salvo ótimas excessões, claro) fazem o que querem com a gente justamente porque somos uma empresa pequena. Fico nervosa demais, angustiada e acho uma injustiça sem tamanho. Sei que devo respeitar os direitos dos clientes mas também devo ser fiel aos princípios que regem a minha empresa. Se abro mão das normas da empresa pra agradar um único cliente, não estou sendo honesta com os outros clientes e, tampouco, com a empresa, mas se não o faço, perco o cliente.

Isso acontece gente, e com muito mais frequência do que qualquer pessoa possa imaginar. O ideal, acredito eu, é tentar o equilíbrio (que muitos não tem) e fazer um acordo que seja bom para ambas as partes. Na prática isso não acontece, porque o cliente sempre acredita que tem razão, até mesmo quando ele está errado. Eu não concordo em todas as vezes. Queria muito relatar um caso real mas não vou fazer porque o acontecimento já me deu preguiça.

Resumindo a história, nós tentamos até o último minuto ser honestos com nós mesmos e com a nossa empresa, mas o cliente, cego na sua condição insistente, não aceitava e, foi então que, contra a nossa vontade, decidimos ceder.

Mas, agora estou aqui pensando, será que um cliente assim merece trabalhar com a nossa marca? Até que ponto vale a pena fazer negócio com um cliente que não respeita o fornecedor, que sempre quer levar vantagem? É um grande desafio ser empreendedora neste país.

Se alguma de vocês já tiver passado por isso, vamos falar mais desse assunto?

1 Comment

  1. Anonymous

    1 de junho de 2011 at 16:00

    Essa de cliente sempre tem razão pra mim não cola, principalmente qdo o cliente é abusado e não tem educação. Não preciso ser grossa mas nunca faço o que minha conciência vá me acusar depois e eu me arrependa de ter sido enrolada.

Leave a Reply