Histórias

SUKHINA GARCIA: OS DESAFIOS DE UMA EMPREENDEDORA BRITÂNICA

bettybrownuk1_betastories

Sukhina Garcia é o nome da empreendedora por trás da marca de roupas britânica, Betty Brown. Além de ser uma empreendedora corajosa, ela faz de tudo, literalmente: modela, costura, fotografa, é responsável pelo marketing, pelas vendas e pela gestão do negócio.

Conheçam a história de Sukhina e os segredos por trás do seu negócio, na entrevista (e tradução) feita por Laura Del C:

bettybrownuk3_betastories

 1. Conte-nos um pouco sobre você…

Meu nome é Sukhina Garcia, eu tenho 34 anos de idade e moro em Leicester, UK. Eu me graduei em Travel Business Management (Gestão de viagem de negócios). O único arrependimento que tenho na vida é de não ter estudado Moda! Aos 16 anos eu não acreditava suficientemente em mim, que poderia cumprir a carreira em moda, meu primeiro amor. Então me graduei em um “curso padrão” que vários outros amigos meus fizeram.

bettybrownuk5_betastories

2. Como tudo começou? Você sempre se interessou por gestão de negócios, investir e arriscar?

Eu trabalhei por meio período em boutiques de moda, pra mulheres, desde os meus 15 anos.

Durante o último ano de faculdade eu consegui um novo trabalho como gerente, para um departamento de roupas femininas, em uma prestigiada loja. Durante o tempo como gerente nessa loja, eu terminei a universidade e continuei minha carreira em lojas de moda.

Comecei a ganhar uma ótima reputação pelo meu trabalho, padrões e desenvolvimento dos meus times. Em pouco tempo fui selecionada por outra empresa. Eu troquei de trabalho para me tornar gerente de outra empresa de moda aos 24 anos. Lá, fiz muitas coisas, inclusive abrir e fechar novas e velhas lojas, acompanhamento de outras gerências em como melhorar suas lojas e equipes. E também fazer o design de operações para fazer toda a loja funcionar efetivamente. Novamente fui selecionada por outra companhia. Fui trabalhar para outra loja de moda feminina, na qual era de alto preço e de boa qualidade, além de preços acessíveis.

Nesse ponto eu trabalhei com um número de lojas em diferentes cidades ao redor do Reino Unido. Eu rapidamente me tornei orientadora da companhia, aconselhando novos e antigos gerentes nos negócios. Quanto mais você sobe na carreira da moda, menos tempo você passa no chão de fábrica com os clientes e mais tempo atrás do seu computador.

O que eu mais amo na moda é o estilo dos clientes, ajudá-los a decidir quais as roupas os fazem se sentir bem, qual forma fica melhor pra eles e também assegurar que nas minhas lojas eles sempre recebem o melhor serviço.

bettybrownuk4_betastories

3. E sobre as costuras? Como surgiu a ideia de costurar? 

Quando eu fiz 30 anos, eu já estava trabalhando no mundo da moda por 15. Então eu decidi tomar um ar e largar a minha carreira.

Eu tomei um tempo pra decidir o que eu queria fazer. O que eu realmente queria era ter a minha própria loja, minha própria boutique, onde eu poderia operar da minha maneira sem nenhuma restrição. O que eu tinha sonhado era ter minha própria marca. Eu gostava de costurar quando era mais nova, e agora, aos 30, eu tinha a confiança que me faltava aos 16 anos.

Então eu tirei um ano para fazer nada, a não ser me auto ensinar como costurar o básico, como usar um molde e como fazer alterações. Eu aprendi com livros, youtube e prática, apenas. Eu fiz isso todos os dias por um ano todo… Eu tinha que ser rigorosa comigo mesma e fiz vários sacrifícios.

Eu sonhei em ter a minha própria loja onde eu venderia roupas feitas a mão e misturaria com outras marcas. Eu queria que os clientes me vissem costurar, então eles poderiam ver o que acontecia atrás dos itens de criação, o que torna o processo mais especial.

Eu não tinha dinheiro pra financiar isso tudo, mas era um sonho em que eu acreditava. Um plano que eu sabia que daria certo, eu tinha toda a experiência em relação a moda e eu tinha um produto que era especializado. Ninguém fazia o que eu queria fazer, então eu tinha muita chance de me dar bem. Se você quer abrir um negócio, você precisa encontrar um serviço ou um produto que ainda não existe.

Eu tinha uma amiga que realmente acreditava no meu sonho, na minha ideia, e viu como eu estava trabalhando duro pra fazer esse sonho sair do papel e sabia de toda a experiência que eu tinha. Então ela se tornou uma investidora e a gente se tornou parceiras para abrir a Bettty Brown Store.

bettybrownuk7_betastories

4. Como é um dia normal na sua loja? Como é o ambiente? A loja e o atelier de costura são no mesmo espaço? Você decorou o lugar sozinha? O que você mais gosta nisso tudo? Conta um pouco pra gente…

Devido a pequena quantidade de dinheiro investida na abertura das lojas/negócios, toda a decoração foi feita por mim e pela minha sócia. Foi um trabalho difícil conseguir fazer com que a loja parecesse uma boutique de luxo, mas se você pesquisar cuidadosamente e colocar seu trabalho em jogo, qualquer coisa pode ser alcançada ou colocada no orçamento.

Um dia normal na minha loja… Eu a abro, têm várias luzes pra ligar… A iluminação é muito importante em uma loja, muitas luzes e abajures. Aí eu coloco uma música calma e relaxante pra tocar e ligo as velas pra criar uma atmosfera.

Os clientes sempre dizem “que loja amável, como cheira bem”, então é importante fazer isso acontecer.

Aí eu planejo o meu dia, vejo se tenho clientes agendados pra fazer os ajustes das roupas, se alguém tem um vestido que precisa ser costurado e dou uma olhada nos meus e-mails.

bettybrownuk6_betastories

5. Você tem alguma dica pra manter-se inspirada pra fazer as roupas, os editoriais e os desfiles de moda?

Viajar e pesquisar me inspira. Mas eu acho que se você realmente está no negócio que você se identifica, você nunca ficará sem inspiração.

bettybrownuk2_betastories

6. Que conselho você daria para alguém que gostaria de começar seu próprio negócio?

Eu posso te dizer agora, eu achei que eu poderia comandar um negócio sozinha, tudo por minha conta, mas depois de toda a experiência que tive… EU NÃO CONSIGO!

Comandar um negócio sozinha é muuuito trabalho duro!!!

Eu sou: a equipe de compra; a designer da própria marca; a fabricante; faço parte do departamento de marketing e de contas; e também faço a venda das roupas.

Dicas para começar um negócio:

  1. você deve amar o que você quer fazer. Se você ama, você sempre terá paixão por ele e assim se sairá bem.
  1. seja diferente, faça algo que ninguém mais faz… Ou faça isso diferente dos outros, dessa forma você vai conquistando um espaço.
  1. Adquira experiência, trabalhe alguns anos com o que você quer. Isso te dá a oportunidade de aprender a gerenciar um negócio. 90% de todos os designers de moda falham, não porque eles são ruins, mas porque eles não são bons na parte dos negócios.
  1. Pesquise, há clientes que querem comprar, querem o produto ou o serviço? Teste!
  1. Coloque o seu negócio ou ideia na media social agora, deixe as pessoas saberem que o seu negócio existe!
  2. diga pra todo mundo o que você quer fazer. Internet, conheça pessoas, diga pras pessoas o que você faz.
  1. Consiga um mentor. Leia livros sobre criar seu próprio negócio.
  1. Reputação é tudo, tenha certeza de que você tem uma ideia clara do que você quer que seu negócio represente.
  1. o “boca a boca” é o melhor tipo de propaganda. Serviço de cliente é muito importante!
  1. Não desista, mesmo se você estiver cansado, se você realmente quer fazer isso acontecer. A área dos negócios é realmente muito stressante! Eu trabalhei 17 horas por dia 7 dias por semana no meus primeiros dois anos.

Obrigada, Sukhina Garcia, por compartilhar um pouco da sua história com a gente.

 

ENGLISH VERSION:

First I would like to ask you to give us a brief description about you. Your name, your city, if you went to college… Things you’re comfortable to share.

My name is Sukhina Garcia, I am 34 years old and live in Leicester, UK. I studied upto a degree in Travel business management. The only regret I have in life is not studying fashion! When aged 16 I didn’t believe enough in myself that I could fulfill a career in fashion which was my first love, So, I did a standard degree that many of my friends did.

I’d like to know: how did it all start? Did you always feel into business, investing and taking risks on your own?

I have worked part time in Ladies fashion boutiques since the age of 15.

During my last year of university I took on a New job as a manageress for a ladieswear fashion department in a very prestigious department store.  During my time here as a manageress I finished university and continued my career in fashion retail.

I begun to get a very good reputation for my work, standards and the development of my teams. I soon became head hunted for another company. I moved to become a project manager for another fashion retail company at the age of 24. Here I did many things including the opening and closing of new and old stores, mentoring other managers on how to improve their stores and team, and designing operations to make all store run more smoothly and effectively. From here once again I was head hunted. I then went to work for another Ladieswear fashion retailer which was high end high street.

Here I ran a number of stores in different cities around the UK. I quickly then became a company mentor, mentoring new and old managers in the business. The higher you climb in your career in fashion retail the less time you spend on the shop floor with customers and the more time you spend behind your laptop.

What I love about fashion retail is the styling of customers, helping them to decide what clothes made them feel good, what shapes suited them best and to ensure that in my stores they always received the best service.

How about sewing? Where did the idea of sewing come from? It is very different and cool to see someone so young interested by that. Even more, I’ve never seen anyone who had a shop and would sew their own pieces of clothes! It’s so creative!

When I reached 30years, I had been working in fashion retail for 15 years.  So I decided to take a break and leave my career.

I then took sometime out to decide what I wanted to do. What i really had wanted was to have my own store, my own boutique where I could operate how I wanted to without any restrictions. What I had dreamed of was to always have my own fashion lable…. I liked to sew as a youngster… and now at aged 30 I had the confidence that I  didn’t have at aged 16.

So I took a year out to do nothing but to teach myself how to sew, the basics, how to use a pattern and how to do alterations. I taught myself from books, you tube and just practice, I did this everyday for just over a year….  I had to be very strict with myself and made a lot of sacrifices.

So I dreamed of having my own store where I sold clothes that I had hand made, mixed in with other brands. I wanted the customers to see me sew so they can see what happens behind the created item, it makes it more of a special item.

I had no money to finance this but just a dream that I really believed in. A plan that knew would work, I had all the relative experience and I had a product that was niche. Nobody did what I wanted to do, so I had much more of a chance of succeeding. If you want to open a businesses you need to find a service or product that’s not already out there.

I had a friend who truly believe in my idea/dream and saw how hard I was working to get this dream off the ground and knew all the experience I had. So she became an investor and we became partners to open up the Betty Brown store.

Do you have a tip to keep yourself inspired to create the clothes,  to go on with photoshoots and fashion shows? 

Travel and research  keeps me inspired. But I think that if you truly feel the businesses you want to do you never become uninspired.

Due to a very small amount of money invested into opening the store/business, all the decorating work was done by myself and my business partner.. it was a lot of hard work getting the store to look like a luxury boutique, but if you source carefully and put a lot of work in anything can be achieved on a budget.

Can you tell us how is a normal day in your shop?  What is the environment like? You have the store and in the same place you have your sewing room? Did you decorate the place by yourself? What do you like the most about it?

I open up, and have lots of lights to switch on… lighting is very important in a store, so many lights and lamps. I then put on some calm but cool chillout music and light candles to create an atmosphere.

Customers always say what a lovely shop I have and how nice it smells, so its important to keep that going.

I then plan my day, check if I have an clients booked in for fittings, who has a dress on order that needs to be stitched and a quick flick through my emails.

I can tell you now, I thought I’d be able to run this business single handed, after all I had all the experience. I CANT!! Running a business alone is really hard work!!

I am the buying team, designer of own lable, producer of in lable, marketing department, accounts department, sales assistant

Do you have any suggestion to someone who would like to start in business? 

1. You must love what you want to do. If you love it, you will have the passion for it and will then success at it.

2. Be different, do something different that nobody else is doing… or do it differently to others so you are niche.

3. Get experience, work a couple of years in what it is you want. This gives you the opportunity how to learn to run a business. 90% of fashion designers fail, not because the are bad designers, but because they are not good at the business side of things.

4. Research, are there customer who want to buy or product or service? Test it.

5. Put your business or idea on social media now, let people see your business grow!

6. Ttell everyone what you want to do. Network, meet people, tell people what you do.

7. Get a mentor. Read books on creating your business

8. Reputation is everything, make sure you have a clear idea of what you want your business to represent.

9.Word of mouth is your best type of advertising. Customer service is so important.

10. Don’t give up, even when your tired, if you really want it keep going, business isn’t for weak people! I worked 17 hours a day 7 days a week in my 1st 2 years.

 

Você também vive os desafios de ser empreendedora? Como é o seu dia a dia?

 

PS.: Carol Her, empreendedora de vida.

Leave a Reply