OFFICE TOUR COM A ESPECIALISTA EM CAFÉ VERÔNICA BELCHIOR

By

veronicabelchior1_betastories
O Office Tour de hoje é com a expert em Cafés, Verônica Belchior. A Verônica não tem um local de trabalho fixo, está na metade do seu Doutorado, ministra cursos, workshops e tem uma rotina super diversificada, por isso, muitos são os seus locais de trabalho. Como ela mesma diz, a inspiração maior vem do Café, mas não, somente.
Conheça um pouco do ambiente de trabalho da Verônica Belchior:

veronicabelchior4_betastories
1. Você trabalha com Café, o que, e como, exatamente? 
Sim, trabalho com café há seis anos, desde que estava no mestrado (em Ecologia, by the way). Na época morava em Juiz de Fora e comecei meu trabalho no café como barista. Me lembro que utilizava as horas vagas das leituras de artigos científicos para estudar café. Era minha pausa, minha pequena tranquilidade. Me lembro de trabalhar pelas manhãs na cafeteria e chegar em casa para escrever minha dissertação de mestrado. Este processo normalmente começava no meio das tardes e corria até a noite, até o corpo permitir.
Depois me mudei para Belo Horizonte. Na época já pensava em fazer meu Doutorado com o tópico “café”, o que veio anos depois de lecionar em uma Universidade Particular.
No terceiro ano em que trabalhava como professora, decidi voltar para o café. Fiz um curso de classificação e degustação de cafés na Academia do Café, o que culminou com outro curso, o de certificação Q-grader e por fim um emprego (na mesma escola, hehe). Fiquei na Academia do Café por um tempo, onde aprendi bastante, principalmente a desenvolver minhas recém habilidades de provadora. Saí de lá e passei um tempo viajando para aprender inglês, e quando voltei me inscrevi na seleção do Doutorado. Passei e hoje sou, além de provadora, pesquisadora de café (meu tópico é em química de cafés especiais, basicamente). Me considero também professora e leciono um curso de análise sensorial e química do café, o qual é inspiração vinda de todo este background. Acho que é isto, hoje me intitulo uma provadora de café, estudiosa, pesquisadora e professora. Não tenho “café” tatuado no corpo, mas está bem na minha alma. Faço muito por amor, por emoção. É um universo fascinante!
veronicabelchior6_betastories
2. O que mais te inspira e te encanta nesse universo?
A complexidade do café. Como doutoranda, percebo como é difícil estudar “o café”, tanto pela delicadeza, quanto pelo vasto número de variáveis que implicam na qualidade da bebida. Como provadora, me delicio em tentar entender a qualidade do café e descrever suas sutilezas.
veronicabelchior2_betastories
3. Como é a sua rotina? Como você organiza o seu local de trabalho?
Minha rotina é na verdade uma anti-rotina. Ser estudante me permite administrar o tempo de forma flexível. Às vezes é interessante passar horas em cafeterias, tomando café, falando de café e lendo meus artigos sobre. Na verdade, ir a cafeterias em BH representa mesmo aqueles momentos de encontro com os amigos, tanto de fora quanto de dentro do café. Outras vezes estou viajando dando cursos por aí. Em casa, passo às vezes o dia todo em frente ao computador entre mil e um artigos da área. Meu local de trabalho é uma mesinha charmosa com espaço para uma caneca, meu computador e uma vista para o bairro. Logo próximo de mim tenho minha “estação do café”, com meu moedor e meus métodos de preparo. O café que tomo às vezes eu mesma torro no laboratório, e outras vezes vem como presente de queridos parceiros. De uma forma geral, acredito que tento equilibrar horas intensas e, muitas vezes pesadas, de trabalho no doutorado com horas mais leves de cursos sobre cafés e momentos com os meus companheiros deste universo.
veronicabelchior5_betastories
4. Tem algum objeto que você tem mais apreço no seu office?
Tem… Tenho uma luminária de sal do Himalaia que ganhei de uma querida amiga. Quando estou trabalhando, ela fica acesa me dando boas energias e uma confortável luz cor de rosa. Além disto, tenho minha caneca cativa presente de um ex namorado. Ela me encanta pelas cores de Buenos Aires que tem. Amo! hehe.
veronicabelchior3_betastories
5. Você tem alguma dica pra manter a concentração e o foco?
Bem delicado o assunto de manter o foco. Por muito tempo sempre foi um processo muito difícil para mim. O Doutorado é um momento de criação, que requer muito estudo e atenção. Porém, como atualmente trabalho com algo que me dá muito prazer, o foco vem quase que de supetão, em momentos de inspiração. Em cursos é mais fácil, estou sempre totalmente concentrada. Em provas de café então nem se fala. É só alegria.
Mas como a pergunta era sobre uma dica, aqui vem uma que me ajuda muito: quando vejo acúmulo de tarefas que podem me trazer mega ansiedade, faço uma lista de metas reais para o dia. Tento fazer tudo da lista, com calma. Assim o foco se mantém e o coração fica mais calmo.
veronicabelchior7_betastories
Muito obrigada, Verônica, foi maravilhoso ter você aqui no Beta Stories.
(Entrevistada por Roberta Maia, imagens cortesia Verônica Belchior)

Tags:


,
,

setembro 20, 2016 8:11 am

Comentários

4

Você também pode gostar....

Comentários

4

Posts que você pode gostar