poesia

Don’t Ask Me Why

  Artista pra mim sempre foi uma pessoa misteriosa, inacessível, provocativa, que ganhou o título porque, de alguma forma, revolucionou a humanidade. ⠀⠀ Não me pergunte porquê, mas também acho que todos nós somos capazes de revolucionar humanidades. Somos todos artistas, então? Sim, somos, acredito nisso. ⠀ Não me pergunte como isso acontece, mas todos os dias a arte me salva: no cafe-arte, no abraço-arte, no entardecer-arte e em tudo aquilo que me faz mais humana. ⠀ Eu escrevo simplesmente porque é isso ou já estaria internada num hospício. Eu coloco as palavras em molduras para que elas possam seguir adiante e, quem sabe, revolucionar humanidades noutros cantos. Não me pergunte como isso é possível, eu não faço a menor idéia, só sei que é arte. ⠀ Fotografia Maria Frois . . Nota: Este foi o primeiro quadro vendido em Florianópolis, coisa boa demais.


Envelhecer Não é Pecado

    Eu recebo muito “elogio” dizendo que não pareço ter a idade que tenho e, não, eu não fico lisonjeada como talvez fosse o esperado. Já fiquei, confesso, hoje não fico mais. Eu tenho 41 anos e tantas são as marcas quantas são as histórias. Algumas mais visíveis que outras, por certo, mas todas são minhas e eu sou todas elas.   Vivemos numa sociedade que nos diz o tempo todo que devemos correr atrás de qualquer tipo de antienvelhecimento para parecer mais jovem, por mais tempo, e assim consumir mais, fazer a roda girar num eterno looping de consumo e insatisfação. Pessoas não felizes – principalmente consigo mesma – são pessoas altamente lucrativas pro mercado.⠀   Aos 41, de cara lavada, eu só desejo que eu consiga me gostar todo santo dia, me curar, pois só assim o mundo a minha volta há de se curar também.